• Diego F Baptista

AQUELES QUE ENCARAM AS INCERTEZAS

Atualizado: Ago 6

Sempre vivemos com a incerteza em relação ao nosso futuro. Nada era garantido, real ou palpável quando encarávamos a janela do amanhã, a não ser a única certeza soturna que carregamos desde nosso nascimento: um dia, mais cedo ou mais tarde, todos nós iremos morrer.


Claro que sempre tivemos a opção de planejarmos nossos próximos passos, estipulando metas, criando e seguindo cronogramas, dando um rumo aos nossos desejos, tudo com o objetivo de alcançar nossos sonhos, os realizando.


No entanto, isso nunca fora algo fácil de fazer. Afinal de contas, na maioria das vezes, isso requereria mudanças de hábitos, disciplina e muito esforço. E nem sempre estamos dispostos a fazer as coisas de nossas rotinas, sendo elas boas ou não, de forma diferente. Mas sempre houve aqueles dispostos a se arriscar em prol de algo que acreditavam.



São essas pessoas que devem ser os nossos exemplos, indivíduos que almejam a melhoria e não o marasmo melancólico, ou as ditas celebridades elegidas por qualquer mídia.


Contudo, esta pequena reflexão, exposta nessas linhas, não almeja destrinchar ou mesmo julgar quem é um bom exemplo a ser seguido, ou não.


Na verdade, o intuito é tentar demonstrar o traço comum entre os obstinados, que pode ser observado facilmente, até mesmo por um reles curioso como o autor deste texto. Sendo o aspecto que salta aos olhos assim que é notado:


A capacidade de agir, mesmo de frente às incertezas.



A coragem de persistir, mesmo quando muitos já teriam desistido, sabendo dos riscos e das possibilidades para o fracasso, é algo excepcional, para se dizer o mínimo.


Mas qual é o porquê de tocar nesse tema agora?


A resposta é muito simples: estamos em um período onde o futuro consegue ser ainda mais incerto do que outrora.


Atualmente, vivemos em meio de uma pandemia, coisa que não acontecia com a humanidade há séculos. Portanto, não temos nenhuma garantia, apenas incertezas diante do nosso futuro. Nem sabemos se vamos sobreviver.


O que fazer então? Se entregar a loucura ou a depressão? Abandonar nosso sonhos e desejos? Deixar o medo do incerto te dominar?


Acredito, piamente, que nada disso irá resolver os nossos problemas. Usando um bordão comum que diz: “que são nas crises que nascem as oportunidades”, como alicerce para as minhas palavras a seguir, faço algumas propostas a você, meu caríssimo leitor:


Se espelhe em pessoas que você julgue de sucesso, porém, lembre-se do não considerar apenas as conquistas delas, o bônus em suas vidas, mas sim busque ver o trabalho duro e a dedicação, em outras palavras, o esforço que elas fizeram para chegarem onde chegaram. Também não ignore o ônus pelos quais passaram, os tropeços na carreira, os fracassos e as crises vivenciadas por esses indivíduos, pois essas coisas são parte importante da história dos tais vencedores.



Enfim, essa é uma pequena reflexão que visa ajudar aqueles que se sentem sós nesses dias conturbados. Um pretensioso acalento para todos que estão com medo do futuro incerto diante de nós. Ressaltando que é preciso se apoiar nos ombros de gigantes, as pessoas que são os nossos exemplos, para alcançarmos o sucesso almejado.

Redes sociais:

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2018 por Diego Baptista.